Laura Vicuña

Nos caminhos de Dom Bosco, muita gente trilhou. Alguns deles foram canonizados (santos), outros beatificados; outros, ainda, declarados “veneráveis” (etapa anterior à beatificação) ou “servos de Deus” (aqueles que tiveram sua causa introduzida oficilamente, no longo caminho que vai até a santidade).

A esses que souberam acolher Dom Bosco em suas vidas, bem como a milhares de outros no mundo inteiro, dedicamos estas páginas “Nos caminhos de Dom Bosco”.

Aqui colocamos apenas alguns dos Santos, Beatos, Veneráveis e Servos de Deus. Estes e muitos outros poderão ser vistos no site oficial dos Salesianos: www.sdb.org/ na parte “santidade salesiana” (esse site tem opção de idioma).

Com informações e imagens do referido site, colocamos a seguir, breve biografia da Bem Aventurada Laura Vicuña, adolescente que nasceu no Chile e morreu na Argentina.

Foto de Laura Vicuña

Ilustração de Laura Vicuña

Ilustração mostrando a Bem-Aventurada Laura Vicuña com São Domingos Sávio


LAURA VICUÑA (1891-1904)

Laura Carmen Vicuña nasceu em Santiago do Chile em 1891.

Com a morte improvisa do pai, a mãe buscou abrigo com as duas filhas na Argentina.

Em 1900, Laura foi recebida no Colégio das Filhas de Maria Auxiliadora; no ano seguinte fez a primeira comunhão e, como são Domingos Sávio, fez o propósito de amar a Deus com todo seu ser, mortificando-se e morrer, mas não pecar; tornar conhecido Jesus e reparar as ofensas contra Ele.

Depois de ter percebido que a mãe vivia em situação de pecado, ofereceu-se a Deus pela conversão dela; acentuou a ascese e, com o consentimento do confessor, abraçou com voto os conselhos evangélicos.

Consumida pelos sacrifícios e pela doença, confiou na última noite: “Mãe, eu estou morrendo! Pedi a Jesus faz tempo, oferecendo-lhe a minha vida por ti, para obter a tua volta a Deus… Mamãe, antes da morte não terei a alegria de ver-te arrependida?”.

Com esta alegria morreu na noite de 22 de janeiro de 1904.

Seus restos mortais encontram-se na capela das Filhas de Maria Auxiliadora em Bahia Blanca (Argentina).

Laura, poema de candura, de amor filial, de sacrifício, foi beatificada por João Paulo II a 3 de setembro de 1988 no Cole das Bem-Aventuranças Juvenis, junto a Castelnuovo Dom Bosco (Asti – Itália).

PARA SABER MAIS SOBRE LAURA VICUÑA – LIVRO FUNDAMENTAL:
TONETO, Bernadette. “Laura Vicuña” (Série Heróis e Campeões). São Paulo: Editora Salesiana.